Hazor - Arqueologia

"E naquele mesmo tempo voltou Josué, e tomou a Hazor, e feriu à espada ao seu rei; porquanto Hazor antes era a cabeça de todos estes reinos"Josué 11.10

Hazor era o nome de quatro lugares biblicos, a Hazor mais conhecida foi uma cidade estratégica cananeia da antiguidade, fez parte dos territórios conquistados no período de formação da Nação de Israel, durante fase sangrenta de guerras tribais. Entre outras abominações diante de Deus, os cananeus praticavam sacrifício de crianças aos seus falsos deuses (Deuteronômio 12:30-31).


Por vários séculos, durante a Idade do Bronze e do Ferro, a história nos diz que Hazor foi a maior cidade no norte da Palestina e, talvez, uma das maiores cidades em todo o Mediterrâneo Oriental. 

O Livro de Josué refere-se a Hazor como "a cabeça" de todos os reinos de Canaã. Hazor teve que ser reconquistada algumas vezes por Israel,  até que o governante assírio Tiglate-Pileser III destruiu a cidade em 732 AC, por causa da desobediência (Amós 2:4. e 6:14)  do povo de Israel:

"Nos dias de Peca, rei de Israel, veio Tiglate-Pileser, rei da Assíria, e tomou a Ijom, a Abel-Bete-Maaca, a Janoa, e a Quedes, a Hazor, a Gileade, e a Galiléia, e a toda a terra de Naftali, e os levou à Assíria."  2 Reis 15:29

 Recentemente nomeada Património Mundial pela UNESCO, Hazor é um dos maiores sítios arqueológicos em todo o Israel, com seu grande monte em forma de garrafa, cobrindo mais de 200 hectares.

















VÍDEO:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Tel_Hazor

IMPRIMIR ARTIGO

Print Friendly and PDF